NOTÍCIAS Sobre Agricultura

Irrigação por Aspersão ou Gotejamento — Qual a Melhor para Sua Produção?

Você sabe o que é irrigação por aspersão? Conheça esse processo e como ele se compara com o modelo de gotejamento!

01/04/20

A irrigação por aspersão é considerada por profissionais da área uma das melhores formas de hidratar as plantas de uma lavoura. Em tempos de desenvolvimento tecnológico no setor, é essencial que você conheça esse método, e também, como ele se compara com outra forma de irrigação bem conhecida: o gotejamento.

Conheça a diferença entre os dois processos e decida qual é o mais adequado para o seu tipo de produção.

O que é irrigação por aspersão 

Antes de conhecer as principais diferenças entre os dois modelos, vamos entender o que é a irrigação por aspersão. De maneira objetiva, esse modelo simula — por meio de sistemas hidráulicos e mecânicos — a água da chuva para molhar a lavoura.

Tudo isso é feito por um mecanismo pressurizado composto de diversos componentes, como por exemplo, uma motobomba, que é responsável por captar e conduzir a água para os jatos dispersores na plantação.

Esse modelo de irrigação pode ser feito de três formas:

I - irrigação por aspersão convencional — em que jatos distribuem a água, que por conta da resistência do ar, se dispersa em partículas menores. Esses propulsores podem ser fixos ou girar em seu eixo para melhor distribuição;
II - aspersão autopropelido — é constituído de somente um jato de água, que também pode ser conhecido como canhão. É um equipamento deslocado por um veículo, que passa pelos pontos da plantação que precisam ser irrigados;
III - pivô central — é o modelo mais desenvolvido e tecnológico, que pode ser controlado por um painel. Possui um pivô central e jatos dispersos na lavoura em um padrão circular para irrigação mais precisa.

Conheça a irrigação por gotejamento

A irrigação por gotejamento é uma aliada da sustentabilidade, pois uma de suas principais características é a economia dos recursos hídricos. Isso se deve, ao fato de que a irrigação é feita aos poucos, por gotejamento direto na raiz da planta.

Isso evita a evaporação da água e gera melhor aproveitamento de recursos. Esse método é possível graças ao um sistema de gotejadores distribuídos na plantação, que podem ser enterrados ou ficar na superfície.

Vantagens dos modelos de irrigação

Os dois modelos de irrigação possuem suas vantagens, veja:

Por aspersão

I - aplicação uniforme na lavoura;
II - se adequa a vários tipos de solo;
III - funciona em diversos modelos de tipografias;
IV - pode ser móvel ou fixo.

Por gotejamento 

I - previne doenças que ocorrem com a água em contato com a folha da planta;
II - uniformidade de hidratação controlada por meio dos gotejadores;
III - fertilização e irrigação no mesmo processo (com o fertilizante diluído na água);
IV - pode ser utilizada água reciclada não potável (pois fica em pouco contato com o ar).

Para decidir o melhor modelo para você, estude seu processo produtivo e leve em conta as características de sua lavoura. Procurar ajuda profissional e realizar análises também contribui para uma decisão assertiva.

Para mais dicas sobre agricultura e plantio, continue acompanhando as Notícias da Scherer!
 

AUTOR DA NOTÍCIA

Daniele Souza

ARTIGOS RELACIONADOS

Como a Tecnologia Ajuda no Plantio de Algodão?

07/05/20

De acordo com as organizações do setor, o plantio de algodão continuará a crescer em 2020. Saiba mais aqui!

Administrador de Fazenda — Equipamentos Necessários para Maior Produtividade

30/04/20

É administrador de fazenda e ainda não conhece alguns equipamentos essenciais para a produtividade de suas safras? Confira nesse artigo da Scherer!

Inscreva-se e receba Novidades e ofertas
Você pode se inscrever com segurança a qualquer hora