NOTÍCIAS Sobre Agricultura

Como a Tecnologia Ajuda no Plantio de Algodão?

De acordo com as organizações do setor, o plantio de algodão continuará a crescer em 2020. Saiba mais aqui!

07/05/20

Apesar da crise provocada pela pandemia de coronavírus, que afetou diversos setores da economia, as expectativas ainda são positivas para o segmento de plantio de algodão. De acordo com a Associação Nacional de Exportadores de Algodão (Anea), o ano comercial de exportação, que termina em junho deste ano, deverá crescer até 50%. 

Conheça melhor esse cenário e como a tecnologia pode ser uma grande aliada do setor, principalmente neste momento!

Como está o mercado do plantio de algodão atualmente?

A exportação de algodão brasileiro bateu recordes em janeiro. Foram mais de 300 mil toneladas vendidas. Agora, o ritmo está menor, mas porque a maior parte da safra já foi embarcada para os destinos. 

Então, embora os números diminuam daqui para a frente, não significa uma crise no segmento. Na verdade, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção pode crescer 2,7% — depois de ter plantado a maior área da história. 

A diferença cambial também tende a favorecer os insumos do Brasil, já que eles terão um custo menor em relação ao mercado. Pensando em longo prazo, a meta é que o país produza 4 milhões de toneladas até 2030. Caso atinja esse patamar, o plantio de algodão brasileiro estará no mesmo nível de exportação que os Estados Unidos. 

Tecnologia como aliada da produtividade

É inegável que a tecnologia tem grande parte da responsabilidade dos sucessos na lavoura. No caso do plantio de algodão, por não ser uma semente barata, a atenção deve ser redobrada. Afinal, todos os esforços devem estar fazer com que os custos compensem. 

Uma tendência que tem crescido para melhorar os custos das sementes é o controle automático de seções. Essa tecnologia desativa as linhas da plantadeira nas curvas de cabeceiras, terraços, linhas pontuais e/ou cursos de água. 

De acordo com estudo da Universidade de Tennesse, nos Estados Unidos, a medida permitiu economizar de 15 a 17% com as sementes, sendo que em campos quadrados a redução é ainda maior. 

Além disso, o controle tem como vantagem garantir um GPS mais preciso, a fadiga reduzida do operador, maior visibilidade durante a colheita e melhor gerenciamento ambiental. 

No casos das novas plantadeiras, os produtores estão conseguindo aumentar a eficiência e garantir resultados expressivos. Enquanto as pneumáticas são referência em distribuição e, consequentemente, em produtividade, as mecânicas também podem atingir os mesmos índices — desde que estejam reguladas e com o disco certo. 

Gostou de saber mais sobre o mercado de algodão? Continue acompanhando as novidades na seção Notícias da Scherer!








 

AUTOR DA NOTÍCIA

Scherer

ARTIGOS RELACIONADOS

Administrador de Fazenda — Equipamentos Necessários para Maior Produtividade

30/04/20

É administrador de fazenda e ainda não conhece alguns equipamentos essenciais para a produtividade de suas safras? Confira nesse artigo da Scherer!

Irrigação por Aspersão ou Gotejamento — Qual a Melhor para Sua Produção?

01/04/20

Você sabe o que é irrigação por aspersão? Conheça esse processo e como ele se compara com o modelo de gotejamento!

Inscreva-se e receba Novidades e ofertas
Você pode se inscrever com segurança a qualquer hora